Sistema de Transporte de Gasodutos de Gás Natural

A rede de dutos de gás natural do Canadá é composta por quatro tipos principais de dutos, cada um desempenhando um papel vital no fornecimento de energia aos canadenses e aos mercados de exportação:

  • Coleta de gasodutos: transporta o gás dos poços de produção para as instalações de processamento de gás, que removem impurezas como enxofre, água e dióxido de carbono. Esses oleodutos estão concentrados principalmente nas áreas produtoras do oeste do Canadá. Reguladores provinciais normalmente regulam essas instalações.
  • Oleodutos alimentadores: transportam gás das instalações de processamento para os oleodutos de transmissão e também estão concentrados principalmente nas áreas produtoras do oeste do Canadá. Reguladores provinciais normalmente regulam essas instalações.
  • Os dutos de transmissão são os principais condutores da rede de dutos, transportando gás para os mercados, muitas vezes através de fronteiras provinciais ou internacionais. Estes são normalmente regulados pelo CER.
  • Os dutos de distribuição fornecem gás para residências, empresas e diversos geradores. Reguladores provinciais normalmente regulam essas instalações.

Isso são fatos. Mas tudo bem dependermos tanto do gás natural? Neste artigo, vamos descobrir. Quais são as maiores vantagens e desvantagens do gás natural, quais são os prós e contras dos combustíveis fósseis e o que mais devemos saber sobre o gás natural? Você tem interesse em gás natural? Acesse https://gas24h.com.br.

Se um gasoduto cruza fronteiras provinciais ou internacionais, ele é regulado pelo CER. Este relatório enfoca os dutos de transmissão porque geralmente são os que cruzam as fronteiras provinciais ou internacionais. Normalmente, se um oleoduto estiver contido em uma província, ele ficará sob a jurisdição de um regulador provincial, a menos que seja considerado um empreendimento federal.

Como funciona o sistema de distribuição de gasodutos de gás natural?

Os gasodutos são uma força vital das empresas de petróleo e gás, abrangendo muitos milhares de milhas transportando petróleo da fonte ao consumidor. Neste post, vamos nos aprofundar na questão – como funciona o sistema de distribuição de gás natural por gasoduto?  Todo o sistema de gasodutos é dividido em três seções.

Primeiro, os dutos que transportam o gás natural bruto das bocas dos poços para as unidades de processamento são geralmente de pequeno diâmetro, e os dutos de gás natural de baixa pressão são chamados de sistema de coleta. 

A partir dessas refinarias e unidades de processamento, os dutos de transporte de gás transportam os produtos para os postos de controle da cidade, de onde as linhas de distribuição levam o gás aos consumidores domésticos e comerciais. 

Transporte de hidrogênio por dutos

O hidrogênio gasoso é um dos produtos da indústria de petróleo e gás natural. Vastas redes de gasodutos são necessárias para transportá-lo para grandes consumidores de gás hidrogênio. A instalação de novos oleodutos pode ser muito cara, então as empresas procuram transportar hidrogênio gasoso usando oleodutos existentes. Isso apresenta alguns desafios técnicos. O hidrogênio tende a tornar o aço do duto quebrado ao longo do tempo. É necessária uma tecnologia de hidroterapia eficaz e de baixo custo para a transmissão adequada do gás, e a segurança deve ser garantida pelo controle de vazamentos e permeações.

Fonte de reprodução: Adobe Stock

A mistura de hidrogênio em gasodutos

Uma solução para esses desafios são os dutos de polímero reforçado com fibra (FRP). Isso garante uma tubulação forte e segura e também é cerca de 20% menor no custo de configuração. Além disso, as tubulações FRP estão disponíveis em unidades mais extensas, entusiasmando o custo total de treinamento em um determinado comprimento de tubulação. A outra solução implantada envolve o uso de gasodutos existentes para transportar uma mistura de hidrogênio e gás natural. Essa mistura normalmente constitui cerca de 15% de hidrogênio e envolve apenas pequenas moléculas de infraestrutura de dutos.  

Componentes do pipeline

Todas as operações de gasodutos incluem estações de pressão, dutos, válvulas e estações de medição. As estações de proteção fornecem energia para proteger o gás através dos tubos com a pressão e a vazão necessária. O comprimento desse oleoduto pode estar em qualquer lugar entre quarenta e cem milhas. As Estações de Medição desempenham a função de monitorar o fluxo de gás pelos dutos. As válvulas também são componentes essenciais no sistema de tubulação. Eles ajudam a regular e restringem o fluxo, principalmente quando reparos e trabalhos de manutenção são realizados em uma seção específica do duto.

O Papel das Células de Combustível e do Hidrogênio em Aplicações Estacionárias

Células de combustível estacionárias alimentam residências, empresas e até veículos. Além disso, essas células geram eletricidade em vez de combustão e, portanto, são preferidas como fonte vital de energia limpa. Eles também se beneficiam do fornecimento de energia no local e diretamente aos consumidores; não há perda de controle sobre uma longa rede de transmissão. Eles também produzem menos dióxido de carbono. Como resultado, mais e mais empresas de serviços públicos estão adotando células de combustível estacionárias para atingir a conformidade ambiental. 

Transmissão de gás

Um dos principais parâmetros que afetam a segurança e a eficiência das empresas de petróleo e gás no processo ideal de transmissão de gás ao longo das muitas milhas das unidades de produção aos consumidores. Um problema semelhante não pode ocorrer com o gás natural. Para mais informações acesse https://gas24h.com.br.

Fonte de reprodução: Adobe Stock

Estado Estacionário ou Não Estacionário

As empresas medem e monitoram essa transmissão de gás por meio de rastreamento detalhado do fluxo nos dutos. Quando o fluxo é tal que a pressão a montante e a justa e a taxa de fluxo de gás são constantes e estáveis, é conhecido como estado estacionário. No entanto, quando este não é o caso, e essas leituras flutuam, é considerado um estado não estacionário. Portanto, as empresas se esforçam para gerenciar os compressores para produzir a pressão e o fluxo ideais sem consumir muita energia. 

Fluxo Transitório em Tubulações de Transmissão de Gás

O estado não estacionário do fluxo também é conhecido como fluxo transiente, onde a velocidade e a pressão mudam de tempos em tempos. Isso pode ocorrer devido a intervenções como válvulas abertas ou fechadas, bombas sendo acionadas ou paradas ou a pressão ideal do compressor não foi alcançada. Por outro lado, um estado estacionário ajuda as empresas a alcançar métricas de transmissão de gás ideais para eficiência e economia.

Otimização no Planejamento da Rede de Gás Natural

Isso, entre vários outros fatores, torna o planejamento do sistema de distribuição de gasodutos bastante complexo e desafiador. Combina várias disciplinas, como engenharia, planejamento financeiro, análise de risco, fatores ambientais, pesquisa de operações, tecnologia, conformidade regulatória, etc. Um bom planejamento da rede de gás natural requer considerar toda a infraestrutura, processos, sistemas, materiais, armazenamento, transporte e pessoas envolvidas. Ficou com duvidas? Entre em contato https://gas24h.com.br

Fonte: https://gas24h.com.br/locais/brazil/minas-gerais/belo-horizonte/gas-bh-centro