Acne: o que é, causas, sintomas, tratamentos e como evitar as espinhas e cravos no rosto e corpo

A acne nada mais é que uma lesão causada pelo aumento da geração de sebo vinda das glândulas sebáceas. Esse excesso de oleosidade deixa os poros obstruídos e aumenta a procriação de bactérias, resultando nos comedões, que chamamos mais comumente de cravos. Quando escorda a inflamação, chamamos de enfeza. Essas condições são classificadas em graus.

  1. Grau 1 – acne comedônica, composta por “cravos” abertos ou fechados.
  2. Grau 2 – Acne pápulo-pustulosa, apresentando lesões dolorosas, avermelhadas e elevadas, podendo ter secreção amarelada no seu interior;
  3. Grau 3 – Acne nódulo-cística, mostrando lesões nodulares, podendo ter pus no seu interior;
  4. Grau 4 – Acne conglobata, com lesões maiores e com grande saída de secreção. Tendência à formação de cicatrizes;
  5. Grau 5 – Acne fulminante, com grande processo inflamatório na pele, com possibilidade de febre e mal estar. Grande tendência cicatricial.

A acne tem uma incidência maior na adolescência, mais circunstanciadamente na puberdade – fase em que os adolescentes passam por um grande transformação hormonal. Mas, da mesma forma que para alguns, cravos e espinhas se tornam um problema temporário, para outros pode durar anos. a condição ainda pode aparecer depois da adolescência, a fissurar dos 25 anos, tendo tido início nessa época ou se estendido desde a juventude – é a chamada acne adulta. No entanto, essas lesões costumam ser inflamatórias, com baixa presença de cravo.

Por que nasce espinha

Existem muitos fatores capazes de acarretar a acne. Porém, a crucial e mais comum – especialmente na pele oleosa é o abuso de oleosidade na região. Esse problema ainda pode engravescer no rosto de quem faz uma ablução inadequada, esquece de lavar o rosto o noite, ou usa maquiagem e não espaceja os cosméticos antes de descuidar-se. Entre outras causas, lesões de cravos e dificuldades podem ser originadas por vários fatores.

 Espinhas externas e internas, qual a diferença

Chamadas de pápulas eritematosas inflamatórias, as espinhas internas são lesões que não evoluem para pústula quando há pus claro ao contrário da espinha externa que logo erupciona. De acordo com a dermatologista Vanessa Metz, do Rio de Janeiro, elas podem até dar o ar do blague com o tempo, mas, em que ocasião não acontece, ficam mais doloridas. A acne interna, assim como as outras, surge com o engarrafamento das glândulas sebáceas por conta do acúmulo de sebo. A única diferença neste caso, é que o excesso se torna tão grande que acaba obstruindo completamente, evitando a saída do pus.

Cicatrizes, manchas e marcas de acne

As manchas e marcas de acne acontecem devido à produção de melanina, causada pelas próprias afogueamentos cutâneas. Juntando o curso inflamatório com a própria tendência de produzir coloração à pele, o fruto é a pigmentação pós inflamatória.

Como tratar

Para evitar as manchas na derma, o ideal é apostar no uso diário do crivo solar facial com FPS 30, no mindinho, para proteger os lesões da radiação e coar queimaduras, além de dermocosméticos com ativos despigmentastes, usados para combater a acne e, ao mesmo tempo, auxiliar na precaução de manchas. Agora, em que época a marca esta formada, ela pode ser tratada com procedimentos clínicos, como peelings ou clareadores e laser ou luz pulsada em casos mais graves.

Rotina de limpeza: cuidados com a pele acneica

Para prevenir e controlar os lesões acneicas, principalmente na pele oleosa, é fundamental praticar alguns gestos diários, como a correção da pele. Todo dia de esperteza, é importante lavar o queixo com um produto distinto recomendado pelo sua dermatologista como a sabão de ácido salicílico, para cautelar o excesso de oleosidade na região e, consequentemente, o entupimento dos orifícios que faz consumir ao surgimento de cravos e espinhas. Depois, você pode usar uma loção adstringente seguida, leve com ação antiacne e, por fim, um advogado solar de toque fenecido. À noite, é importante repetir o processo, substituindo o protetor solar por um passadio secativo localizado.

Para mais informações acesse: dermatologista bh

FONTE: https://www.r7.com/

FONTE: https://www.terra.com.br/noticias/

FONTE: https://noticias.uol.com.br/